Top 10 fatos sobre ter quadris largos – Her Beauty

Top 10 fatos sobre ter quadris largos

Advertisements

Quadris largos entram e saem “de moda”, e algumas pessoas acabam se esquecendo que eles são parte integrante do corpo humano e que não podem ser dissociados dele ou alterados rapidamente para suprir o que é tido como certo em determinado momento da história. Mesmo quando os quadris largos não são apreciados pela mídia e o modelo de beleza prefere que mulheres sejam super magras e atléticas, não se pode negar que uma boa parcela da população brasileira vive uma realidade diferente.

Muitas das mulheres têm curvas e quadris largos e, se esse é o seu caso, pode gostar de saber 10 fatos sobre ter quadris largos. Alguns são vantagens comprovadas cientificamente, outros fatos relativos, mas que provavelmente são verdade.

Vantagem genética no parto

Mulheres com quadris mais largos têm uma vantagem genética durante o parto, já que os seus ossos pélvicos tendem a ser maiores e permitem uma passagem mais fácil do bebê.

Vale destacar que isso não é uma regra, já que existem outros fatores que influenciam o quão complicado pode ser o parto natural. Por exemplo, o tamanho do bebê determina bastante a experiência do parto, assim como a sua posição no útero materno. A saúde da mulher no momento do parto também pode afetar a sua duração e o seu nível de dificuldade, já que uma pessoa com uma condição médica ou doença pode não ter energia suficiente para fazer a força necessária neste momento.

Presença do estrogênio “bom”

Existem três tipos principais de estrogênios que ocorrem naturalmente no corpo, e o estriol é considerado o estrogênio “bom”, porque pode prevenir alguns tipos de câncer. Mulheres com quadris largos têm uma distribuição de gordura nessa região, o que é associado à presença de estriol. Ou seja, a gordura ao redor dos quadris pode indicar uma boa quantidade do estrogênio “bom”, que tem propriedades protetores.

Menores chances de doenças cardiovasculares

A distribuição de gordura nos quadris também pode ser associada a uma menor incidência de doenças cardiovasculares, já que essas condições ocorrem com mais frequência em pessoas com gordura visceral (na região abdominal). Ou seja, quadris largos podem indicar que você tem menos chances de desenvolver condições como pressão alta, diabetes, obesidade, entre outras condições.

Dificuldade para perder peso

Pessoas com quadris largos têm dificuldade para perder peso, muitas vezes porque não é possível escolher onde exatamente se perde o peso. Ou seja, se você quer diminuir a cintura ou quadril, precisa fazer exercícios como quaisquer outros. Para esse objetivo, muitas vezes se recomendam exercícios aeróbicos e treinos de alta intensidade, os HIIT.

Dificuldade para encontrar roupas

Nem sempre quem tem um quadril largo tem uma cintura larga, podendo haver mulheres cuja cintura é fina em relação ao quadril. Nesse caso, é fato que existe certa dificuldade para encontrar roupas, principalmente calças e shorts que se encaixem perfeitamente, e você pode precisar levar a um costureiro para ajuste.

Loading...

Quadris largos chamam a atenção

É inegável que quadris largos chamam a atenção por onde quer que passem, um fato que pode ser positivo ou negativo em situações diferentes.

É difícil de usar vestidos curtos

Mulheres com quadris largos podem ter dificuldades em usar vestidos curtos, já que essas peças naturalmente tomam a forma de acordo com o corpo da pessoa. Um vestido curto em alguém com quadris estreitos pode acabar ficando mais parecido com uma bata em quem tem quadris largos.

Eles aumentam com o tempo

Sim, seus quadris ficam mais largos conforme o tempo passa, e isso já vem sendo estudado. Apesar do corpo da maioria das pessoas parar de crescer com cerca de 20 anos de idade, um estudo encontrou evidências de que os ossos do quadril podem continuar aumentando até mesmo aos 70 anos. Por anos, se achava que o corpo ficava mais largo por conta do acúmulo de gordura, mas outro fator para isso é o crescimento dos ossos pélvicos.

Não estão relacionados com falta de eficiência na locomoção

Existe uma teoria de que pessoas com quadris largos têm maior dificuldade de locomoção, e que não conseguem caminhar e correr de forma tão eficiente quanto pessoas com quadris mais estreitos. Porém, isso não passa de um mito, e um estudo de 2015 não encontrou nenhuma relação entre os dois fatos. Ao avaliar corredores (homens e mulheres) com quadris largos e estreitos, os pesquisadores perceberam que participantes dos dois grupos tiveram desempenhos semelhantes.

 Podem ser conquistados com exercícios

O último fato sobre quadris largos é que eles podem ser conquistados através de exercícios físicos que fortalecem os músculos da região. Pranchas laterais, agachamentos, levantamentos de quadril e caminhada sumô são alguns exemplos de exercícios que fortalecem esses músculos.

Advertisements