Fatos interessantes sobre Rebeca Andrade e seus melhores momentos nas Olimpíadas – Her Beauty

Fatos interessantes sobre Rebeca Andrade e seus melhores momentos nas Olimpíadas

Advertisements

No dia 29 de julho, a ginasta Rebeca Andrade encantou o mundo durante a sua apresentação solo na ginástica olímpica das Olimpíadas de Tóquio. Rebeca fez história, se tornando a primeira medalhista olímpica da modalidade do Brasil, recebendo a prata no individual geral e o ouro no salto. Neste texto, vamos destacar os melhores momentos de Rebeca durante as Olimpíadas e contar alguns fatos interessantes sobre ela.

1. Rebeca tem apenas 22 anos

Sim, apesar de tanta conquista, a atleta tem apenas 22 anos de idade e muitas vitórias pela frente!

2. É fã da Rihanna, Beyoncé e ama funk

Quem visita o perfil de Rebeca no Instagram logo percebe: a ginasta é super fã das cantoras americanas Rihanna e Beyoncé. Neste vídeo, Rebeca está dançando um hit da Rihanna, a legenda é: “Rihanna tá me perdendo hahaha”. Além disso, ela tem uma quedinha pelo funk brasileiro – tanto que usou a música “Baile de favela” na apresentação que lhe rendeu a medalha de prata.

“O funk é um dos estilos mais escutados, é cultura brasileira. Eu adoro funk, as batidas são demais! Fico feliz em saber que todo mundo gostou e que deu repercussão. Está sendo incrível,” disse ela à UOL quando questionada sobre usar a música durante a competição. A atleta completou: “Sou preta, e quero representar todas as cores. Os pretos, brancos, todas elas. As pessoas querem ser você, serem parecidas com você. Eu acredito que eu tenha feito isso, trazendo essa música para cá”.

3. Morava com a mãe e oito irmãos na região metropolitana de São Paulo

A história de Rebeca é ainda mais emocionante e inspiradora porque a atleta teve uma infância difícil, morando com a mãe e mais 8 irmãos em uma casa pequena na periferia de Guarulhos até os 9 anos, quando se mudou para treinar no Centro de Excelência de Ginástica em Curitiba.

4. É atleta desde os 4 anos de idade

Sim, foi isso mesmo que você leu! Rebeca saiu de casa aos 9 anos porque já estava praticando desde os 4 anos de idade. Entre os 4 e 9 anos, ela costumava treinar no Ginásio Bonifácio Cardoso, na Vila Tijuco, que fica a duas horas de distância de sua casa a pé.

5. Já fez várias cirurgias no joelho

Loading...

Rebeca entrou na equipe juvenil do Flamengo em 2011, se tornando campeã brasileira apenas um ano depois. Com 17 anos, ela chegou ao 11º lugar no individual geral dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. No ano anterior, ela tinha rompido o ligamento anterior do joelho direito e passado por uma cirurgia. Em 2017 e 2019 ela passou por mais duas cirurgias.

6. Gosta de cantar

Além de postar dancinhas em seu perfil no Instagram, Rebeca grava vídeos cantando. É muito talento para uma pessoa só, né?

Melhores momentos de Rebeca nas Olimpíadas

Agora, vamos destacar alguns dos melhores momentos da ginasta durante as Olimpíadas deste ano até a conquista da prata.

1. Voo alto no salto: O salto é o aparelho mais forte de Rebeca, e por isso ela decidiu executar um salto complicado, para marcar a sua habilidade. Nesta prova, a ginasta abriu na liderança, conquistando 15,300 pontos. A americana Jade Carey conseguiu 15,200 pontos, ficando colada em Rebeca, a russa Angelina Melnikova conquistou 14,633 pontos e a americana Sunisa Lee 14,600.

2. Barras assimétricas: Nas barras, Rebeca também arrasou e manteve a liderança, conseguindo 14,666 pontos. A norte-americana Sunisa Lee, expert em barras, conseguiu 15,300 pontos na prova, se aproximando de Rebeca, Angelina Melnikova tirou 14,900, ficando na terceira posição geral.

3. Solo com Baile de Favela: Apesar de ter se destacado menos na trave, Rebeca brilhou durante o solo, perdendo o ouro por um simples passo para fora do tablado. Ela obteve uma ótima nota e recebeu a medalha de prata, ficando atrás de Sunisa Lee.

Advertisements