Números de divórcio aumentam na China devido a quarentena



As quarentenas podem ser um desenvolvimento relativamente recente na Europa e nos EUA, mas a China lida com isso desde o ano passado e as pessoas estão presas em casa por um tempo. Muitos pensaram que isso significaria um boom de bebês no país, já que você não pode sair de casa; então seria melhor se ocupar e usar o tempo livre para fazer bebês. Mas a realidade parece ser bem menos otimista.

Muitos casais estão se separando e alguns casais planejam se divorciar o mais rápido possível. Ficar preso em casa com seu parceiro 24 horas por dia por mais de um mês não é algo fácil para muitos. Com tanto tempo em suas mãos e poucas distrações, as pessoas começaram a revelar seus lados sombrios, maus hábitos e até alguns segredos foram descobertos.

Acontece que você pode morar com alguém por anos, mas como você está no trabalho a maior parte do tempo e só se vê por uma parte do dia, significa que você mantém algumas coisas para si mesmo na maior parte do tempo. Mas quando você fica realmente preso por dias seguidos – suas verdadeiras manias são reveladas.

Algumas mulheres descobriram que seu parceiro as estava traindo, outras encontraram diferenças irreconciliáveis que antes eram fáceis de administrar. Você poderia dizer que as pessoas estavam passando um tempo não natural no confinamento com o parceiro e ficando um pouco loucas, mas por outro lado – você pode realmente passar anos com uma pessoa, se não consegue se dar bem com ela por um mês?

Nos fóruns chineses, houve muita conversa sobre ouvir vizinhos brigando, discutindo e chorando, mas, ao mesmo tempo, algumas pessoas reclamaram que, embora estivessem em casa com o parceiro por um mês, mal se falavam por 10 segundos por dia. O auto-isolamento é difícil, não importa como você o veja. Se você está preso sozinho, pode se sentir solitário e ter falta de contato humano, por outro lado, perceber que você mal conversa com seu parceiro e se sentir sozinho mesmo estando junto com ele há semanas parece ainda mais deprimente.

Algumas pessoas dizem que, para eles, a quarentena foi descrita como viver em uma panela de pressão. Você está contido em um espaço pequeno, com todos os seus demônios e pensamentos internos e outra pessoa com sua própria bagagem emocional e hábitos estranhos. No começo, você acha que tudo vai ficar bem, então você começa a ficar irritado com certas coisas, mas não quer deixar isso se transformar em uma discussão. Afinal, você não tem como sair dessa situação, então é melhor não começar um conflito. Mas aí a pressão aumenta até que um dia vocês perdem a paciência e simplesmente explodem na maior briga do seu relacionamento. E é assim que as cidades da China têm visto um aumento enorme nos pedidos de divórcio.

Uma agência matrimonial em Dazhou, província de Sichuan, no sudoeste da China, recebeu mais de 300 pedidos de divórcio nos últimos dois meses. Outras cidades tiveram que limitar a quantidade de pedidos de divórcio concedidos por dia, possivelmente para desencorajar as pessoas a tomar decisões tão drásticas, mas isso não diminuiu a velocidade do público. Eles simplesmente esperam a próxima data disponível, fazendo fila para se divorciar.

Isso é uma lição que podemos levar para o futuro ou é apenas um experimento que prova a futilidade do casamento e o lado sombrio do isolamento? É difícil dizer no momento. Alguns dizem que o aumento nos divórcios pode ser simplesmente porque as pessoas estão estressadas e querem uma maneira fácil de sair da situação, outros dizem que a quarentena foi um despertar para as reais necessidades e objetivos de vida das pessoas. Então, qual destas é a resposta? Só o tempo dirá.