9 erros comuns na depilação das pernas e como evitá-los – Her Beauty

9 erros comuns na depilação das pernas e como evitá-los

Advertisements

A depilação com lâmina faz parte da rotina de muitas pessoas, que preferem a praticidade e rapidez desse método em vez de utilizar a cera, por exemplo. Porém, mesmo sendo um hábito tão comum por aqui, muitas pessoas ainda cometem alguns erros na depilação das pernas, que podem resultar em cortes, feridas e pelos encravados, por exemplo. Neste texto, falamos sobre 9 erros comuns que você provavelmente comete enquanto raspa essa parte do corpo e o que fazer para evitá-los. 

Esfoliar logo antes ou depois

Sabemos que esfoliar é uma parte importante do cuidado da pele para remover células mortas e evitar pelos encravados. Porém, assim como a depilação, a esfoliação é um pouco agressiva e, por isso, esse procedimento precisa ser feito em dias diferentes, para que a pele se recupere e não ocorra a formação de feridas. Resumindo: não esfolie logo antes ou logo depois da depilação, mas não deixe de esfoliar!

Não usar um gel ou loção

Não usar uma loção ou creme que ajude a lâmina a deslizar por sua pele aumenta as chances de cortes e pelos encravados. Para solucionar isso é simples: mantenha um creme (pode até ser um creme de barbear) no box do chuveiro e abandone o sabonete na hora da depilação. O mais importante é nunca depilar a pele seca. 

Escolher um produto com álcool

Alguns cremes e loções têm álcool em sua composição – o que anula completamente o seu efeito hidratante, já que o álcool irrita e resseca a pele já sensibilizada pela depilação. Por isso, leia o rótulo antes de comprar e aplique produtos sem álcool nas pernas durante e depois da depilação.

Depilar contra o pelo sem cuidado

Quando estamos depilando as pernas, é possível passar a lâmina na direção do crescimento do pelo, para uma depilação mais segura, ou contra ele, para uma depilação mais curta e precisa. Depilar contra o pelo traz mais riscos de irritar a pele e causar pelos encravados, mas pode ser feito, se for com cuidado. Neste caso, primeiro passe a lâmina na direção do crescimento, para “aparar” os pelos, e só então vá na direção contrária – sem esquecer de lubrificar novamente com um creme. 

Usar movimentos grandes

Ir do joelho ao tornozelo em um só movimento é possível, mas as chances de isso ser muito eficaz são ínfimas, e você precisará passar a lâmina novamente pelo mesmo local, o que aumenta as chances de irritações. Se você perceber que tem que voltar ao mesmo local várias vezes, provavelmente está usando movimentos muito abrangentes e a sua lâmina está “entupindo” e perdendo a eficácia. Para resolver isso, foque em seções menores e limpe a lâmina com frequência maior.

Loading...

Usar uma lâmina velha

Às vezes, você está usando a mesma lâmina há semanas e ainda não percebeu porque não está conseguindo se depilar direito. Quanto mais forem usadas, mais cegas ficam as lâminas, que perdem a sua eficácia e começam a causar cortes na pele. As lâminas velhas puxam o pelo em vez de fazer um corte limpo e podem estar infestadas de células mortas e bactérias.

Guardar lâminas no chuveiro

Outra forma de evitar o erro anterior é tirando suas lâminas de dentro do box do banheiro e guardando-as em um local seco. Quando as guardamos no chuveiro, elas enferrujam mais rapidamente e as bactérias se proliferam com mais facilidade.

Compartilhar sua lâmina

Seus familiares podm até ser muito parceiros, mas não a ponto de você compartilhar a sua lâmina com eles. Além do motivos óbvios (sangue), a lâmina pode conter traços de fungos e bactérias e funcionar como um vetor de doenças, como infecções, por exemplo. Resumindo, trate sua lâmina como sua escova de dentes, e não compartilhe.

Não hidratar a pele

Não adianta fazer a depilação corretamente se você não cuida da pele depois. Quando você se depila, a pele fica fragilizada e sem defesas, propensa ao encravamento de pelos e ressecamento. Por isso, aplique um óleo ou loção hidratante no local para protegê-lo.

Advertisements